Movimento sem 57


Depois da apre­ci­a­ção par­la­men­tar do Decreto-Lei 57/​2016, em ju­lho de 2017 foi pu­bli­ca­da a Lei 57/​2017. Após es­sa da­ta, e du­ran­te es­tes me­ses, um em ca­da qua­tro bol­sei­ros (*) abran­gi­dos pe­la Norma Transitória fi­cou sem bol­sa, ou es­tá pres­tes a fi­car, à es­pe­ra da apli­ca­ção da Lei.

O Movimento sem 57 cons­ti­tui-se ago­ra e pre­ten­de dar voz aos tra­ba­lha­do­res ci­en­tí­fi­cos que es­tão já sem re­ce­ber, ou em vi­as de dei­xar de re­ce­ber, à es­pe­ra da apli­ca­ção da Lei. Apesar do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), Manuel Heitor, ter re­fe­ri­do exis­tir uma so­lu­ção pa­ra os bol­sei­ros com bol­sas a ter­mi­nar an­tes da aber­tu­ra dos con­cur­sos, afir­man­do que deu ori­en­ta­ções à FCT nes­se sen­ti­do, a ver­da­de é que nem o DL57/​2016, al­te­ra­do pe­la Lei 57/​2017, nem ou­tra so­lu­ção che­ga­ram a es­tes bol­sei­ros, sen­do es­tes os pri­mei­ros pre­ju­di­ca­dos por es­ta pro­cras­ti­na­ção irresponsável.

Para fa­zer fa­ce a es­ta re­a­li­da­de, jun­ta-te ao Movimento sem 57! Vamos exi­gir a aber­tu­ra dos con­cur­sos pre­vis­tos até 31 de dezembro!

(*) da­dos pro­ve­ni­en­tes do inqué­ri­to da ABIC re­a­li­za­do du­ran­te Outubro-Novembro 2017