Logo
SITE DE INQUÉRITOS AOS BOLSEIROS E JOVENS INVESTIGADORES
 Current page : INÍCIO      RESULTADOS      Aveiro 2006

Questionário aos Bolseiros de Investigação da Universidade de Aveiro - NBIUA 2006

 
O Núcleo de Bolseiros de Investigação da Universidade de Aveiro (NBIUA) realizou, entre 15 de Dezembro de 2005 e 18 de Janeiro de 2006, um questionário à comunidade de Bolseiros da Universidade de Aveiro (UA). Foram alvo deste inquérito os Bolseiros de Investigação (contemplados pelo estatuto legal, Lei nº 40/2004) que tenham exercido a sua actividade na Universidade de Aveiro no ano civil de 2005. A difusão do questionário foi feita electronicamente, quer através de correio electrónico, quer através do sítio oficial do NBIUA (http://nbiua.web.ua.pt).
 
Um total de 233 bolseiros respondeu ao questionário distribuído pelo NBIUA. Este número representa aproximadamente 50% do total de bolseiros (cerca de 500) a exercer a sua actividade na UA, conforme estimado pelo cruzamento das listas de bolseiros de investigação da Divisão dos Recursos Humanos da UA e do Serviço de Formação dos Recursos Humanos da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). Este total engloba bolseiros de mestrado, doutoramento e pós-doutoramento financiados directamente pela FCT (a maioria), bolseiros de mestrado e doutoramento financiados pela UA e bolseiros financiados no âmbito de projectos de investigação (vários tipos de bolsa).
 
Este questionário teve como objectivo central conhecer as opiniões e principais preocupações dos bolseiros da UA, mediante a resposta a um conjunto de questões gerais e específicas subjacentes à sua actividade. O questionário foi dividido em quatro secções distintas:
 
  • Parte A - Caracterização da situação actual
  • Parte B - Grau de satisfação/valorização profissional
  • Parte C - Bolsas de Investigação
  • Parte D - Bolsas de Pós-Doutoramento

Questões:
 
1. Qual o seu sexo?

2. Em que faixa etária se enquadra?

3. Qual a sua naturalidade (distrito)?

4. Em que instituição obteve o seu curso superior/licenciatura?

5. Possui outro grau académico para além do curso superior/licenciatura?

6. Caso a resposta anterior tenha sido afirmativa, indique em que instituição obteve esse grau.

7. Indique o Departamento/Secção Autónoma da Universidade de Aveiro ao qual está adstrita a sua actividade de investigação (ou supervisor/orientador), mesmo que este não seja o local físico onde exerce a sua actividade.

8. Qual foi a sua posição/situação durante o ano de 2005 na Universidade de Aveiro?

9. Indique, por favor, a natureza da sua bolsa de formação avançada.

10. Indique, por favor, a entidade financiadora da sua bolsa de formação avançada.

11. Exerce actualmente outra actividade para além da investigação? Em caso afirmativo, indique a natureza do seu vínculo.

12. Se respondeu afirmativamente à questão anterior, por favor indique o tipo de actividade exercida.

13. A opção por uma carreira de investigação foi...

14. Quantos anos de experiência possui em investigação?

15. Actualmente, qual o seu grau de satisfação profissional?

16. Da seguinte lista de itens, identifique os aspectos que contribuem positivamente para o seu grau de satisfação global.

17. Da mesma lista de itens, identifique agora os aspectos que contribuem negativamente para o seu grau de satisfação global

18. Sente-se devidamente valorizado dentro do seu Departamento/Unidade de Investigação e na UA, vendo reconhecidas as suas capacidades?

19. Como classifica a sua relação profissional com o(s) seu(s) orientador(es)/supervisor(es)?

20. Alguma vez sofreu pressões do seu orientador/supervisor no sentido de adicionar (ou trocar a ordem) outro(s) autor(es) numa publicação da qual foi responsável, sem que estes tivessem contribuído significativamente para o trabalho do qual resultou a publicação?

21. Globalmente, qual é a sua opinião sobre a qualidade de investigação que se faz no seu grupo de investigação ou laboratório?

22. Quais são as suas principais motivações/aspirações para o futuro?

23. Excluindo as obrigações que advêm directamente do contrato individual da sua bolsa de investigação, é comum ser-lhe solicitado/exigido o exercício de funções dentro da UA que não estão directamente relacionadas com o seu projecto de investigação?
 
24. Da lista seguinte, identifique as actividades paralelas que considera serem prejudiciais à sua actividade de investigador, devendo, por isso, serem exercidas por outras pessoas.
 
25. Da mesma lista, identifique as actividades paralelas que considera serem positivas para a sua formação pessoal e profissional, se exercidas sem coacção.
 
26. Qual é a sua opinião sobre o enquadramento deste tipo de actividades paralelas, que identificou como sendo potencialmente positivas na pergunta anterior?
 
27. Teve, de forma recorrente, que auxiliar financeiramente o laboratório/gabinete onde desenvolve o seu trabalho, fazendo aquisições ou comportando outras despesas, adiantando fundos próprios? Caso a resposta seja afirmativa, indique quais as despesas mais comuns.
 
28. Em caso de resposta afirmativa na questão anterior, indique se costuma ser reembolsado por essas despesa.
 
29. Concorreu, nos últimos três anos, a alguma(s) bolsa(s) de investigação que lhe tenha(m) sido negada(s)?
 
30. Globalmente considera que os critérios de avaliação de candidaturas a bolsas de formação avançada justos e objectivos, e os painéis de avaliação isentos?
 
31. Qual a sua apreciação global às bolsas/subsídios de investigação e à condição de bolseiros de investigação, conforme regulamentada no Estatuto do Bolseiro de investigação?
 
32. Da seguinte lista, assinale os aspectos que considera serem os mais positivos/atractivos relativamente às bolsas e à condição de bolseiros, por funcionarem de forma eficiente?
 
33. Da mesma lista da questão anterior, assinale agora os aspectos que considera serem os mais negativos/desencorajadores relativamente às bolsas e á condição de bolseiros, por funcionarem de forma deficiente?
 
34. Concorda com a implementação de sistemas de avaliação de desempenho dos Bolseiros, que permitam avaliar continuamente as suas competências multifacetadas, contribuindo deste modo para a valorização dos mais competentes?
 
35. Deve a figura de bolseiro aproximar-se da figura de investigador contratado, eliminado progressivamente a figura de subsídio de formação avançada? Caso a resposta seja afirmativa, indique em que cenário tal deve acontecer.
 
36. Usufrui ou já usufruiu do regime de seguro social voluntário (SSV) enquanto bolseiro?
 
37. Como caracteriza o regime de segurança social (seguro social voluntário) actualmente disponível para usufruto dos bolseiros?
 
38. Qual é a sua posição acerca da exclusividade associada às bolsas de investigação?
 
39. Do seu ponto de vista, quão pertinente é a actualização periódica dos montantes de bolsa?
 
40. Qual a sua opinião sobre o actual Estatuto de bolseiro de Investigação (Lei no 40/2004, de 18 de Agosto)?
 
41. Por último, quantos artigos publicou nos últimos dois anos (2004 e 2005) em revistas internacionais com arbitragem científica (peer-reviewed)? Por favor, contabilize apenas as publicações que já saíram nas revistas.
 
42. Como bolseiro de pós-doutoramento da Universidade de Aveiro é reconhecido como membro efectivo da sua Unidade de Investigação com iguais direitos e deveres que qualquer outro doutorado (incluindo docentes)?
 
43. Quantas candidaturas a projectos de investigação financiados (pela FCT ou outra entidade) ajudou a preparar nos últimos dois anos 2004 e 2005)?
 
44. Em quantas destas candidaturas é o Investigador Responsável?
 
45. Como Investigador Responsável de projectos de investigação está autorizado a assinar documentos de despesa e contratações?